Engenharia Mackenzie vence Tornados pela Série B e atinge marca histórica

O Campeonato Paulista B teve uma rodada com confrontos importantes no topo da tabela. O destaque maior foi o embate entre líder e vice líder, Tornados e Engenharia Mackenzie, que pôs fim à invencibilidade dos Tornados no ano e elevou a série invicta da Engenharia Mackenzie, que não perde um jogo por competições da FPR desde 2016. A jornada ainda teve o Tucanos garantindo classificação matemática às semifinais e São Carlos e ABC vencendo para seguirem na luta pelo mata-mata.

 

Engenharia Mackenzie chega à 40ª vitória consecutiva em jogos oficiais

Jogando na fria manhã da capital paulista, Engenharia Mackenzie e Tornados mostraram porque são as melhores equipes da competição e fizeram um duelo de arrepiar e decidido somente nos minutos finais a favor dos engenheiros. O embate entre os dois melhores ataques e defesas da competição produziram boas chances dos dois lados, mas quem abriu o placar foi o time da casa com o primeira linha Emir aos 18′ após boa jogada de George Perez. O revés não abateu o Tornados, que seguiu pressionando e encontrou o caminho pela defesa adversária com Flávio Henrique apenas três minutos depois, mas Caio voltou a colocar os mackenzistas na frente. Antes do fim do primeiro tempo, o Tornados se veria em superioridade numérica com a exclusão de Perez por infração no ruck, e o tryman Alcino guardou seu 14º try na competição para deixar o placar igual no intervalo.

As alterações no intervalo não mudaram a dinâmica da partida e o placar seguiu inalterado até a parte final quando finalmente o Tornados virou o jogo com o experiente Renan Ascoli, mas ainda houve tempo para Emir novamente furar a defesa dos visitantes para empatar a partida e Rodrigão converter os dois pontos que decretaram a vitória mackenzista e o fim da invencibilidade alvilaranja.

Apesar da derrota, o Tornados ainda lidera com quatro pontos de vantagem sobre a Engenharia, porém com um jogo a mais. O time de Indaiatuba faz sua última participação na primeira fase diante do Piratas de Americana fora de casa, enquanto o Mackenzie vai até São Carlos. Os dois anfitriões ainda lutam pela classificação e vão entrar com força máxima pela vaga.

Tucanos passa com tranquilidade pelo Urutu e está nas semis

Os Tucanos seguiram os passos do Mackenzie e em seu ano de estreia, chegaram à fase final da Série B. A vaga foi carimbada nesse fim de semana com a boa vitória diante do Urutu. O triunfo foi construído desde os primeiros minutos, com o time da casa levando o jogo para o campo ofensivo e acuando o Urutu, que viu seu ingoal vazado aos 4′ e 10′ com Diego Góes e Pedro Oliveira. Jadson, um dos destaques dos grenás na temporada, não teve vida fácil contra a defesa do Tucanos, que cobriram bem os espaços e não deixaram os visitantes pontuar, e ainda fecharam a etapa com try de Diego Hoffmann, autor de outras cinco conversões ao longo do dia.

O segundo tempo seguiu da mesma forma que o primeiro, com predomínio do Tucanos facilitado pela falta de peças de reposição no pack Urutu. Aproveitando a superioridade de um dos conjuntos mais pesados da divisão, os avançados laranjas pontuaram em três oportunidades com o pilarzão Carlos Bixesto (2 vezes) e Luís Reck, antes de Paduanelli completar o placar para o Tucanos. Mesmo sem chances de virar o jogo, o espírito de luta do Urutu deu resultado no minuto final, com Ian Carvalho anotando o try solitário dos visitantes no minuto final.

Com apenas mais um jogo a realizar, o Urutu não tem mais chances de classificação para a semi e repetir a posição de 2017, quando ficou com o quarto lugar. Em sua última participação na temporada, o clube recebe o Cougars em casa, que ainda luta contra o descenso. O Tucanos enfrenta o Wallys, que também tem situação crítica na tabela.

São Carlos vence São Bento e está próximo das semis

Jogando em casa, o São Bento esperava repetir a boa apresentação da semana anterior contra um dos líderes do campeonato para espantar de vez a ameaça do rebaixamento, mas depois de flertar com a vitória no primeiro tempo, o time da casa caiu diante do São Carlos, que se manteve no G4 e agora depende exclusivamente de seus esforços para carimbar a vaga para a próxima fase. João Venturini abriu o placar para o time da casa mas viu os Rinocerontes virarem o placar com a dupla Bagnato/ Arthur Casagrande anotando um try convertido ainda na metade do primeiro tempo. João Cortês colocou o São Bento novamente na frente antes do intervalo com estilo, em um drop goal no minuto final, mas a partida estava completamente em aberto.

O campo mais pesado favoreceu o jogo de forwards e o treinador “Rocko” Ferrarini mudou três atletas do scrum nos minutos iniciais da etapa, e o resultado apareceu, com a equipe mantendo mais a posse de bola e forçando o erro do adversário, que Eduardo Vilela, vindo do banco de reservas, não desperdiçou, anotando dois penais aos 12′ e aos 32′ de jogo. O placar manteve o jogo em aberto até o fim com o São Bento procurando furar a defesa adversária, mas seu ataque não foi efetivo, e a vitória terminou nas mãos dos visitantes.

A derrota por menos de 7 pontos de diferença ainda rendeu um ponto ao São Bento, mas com um jogo a mais que seus adversários diretos na luta contra o rebaixamento, deixam a equipe em situação delicada na competição. A equipe encerra sua participação no dia 18, contra o ABC, enquanto o São Carlos recebe a Engenharia Mackenzie.

ABC vence e segue vivo na luta pela semi

Na sequência, foi a vez de ABC e Cougars se enfrentarem em mais um duelo de extremos, com os Carneiros precisando da vitória para tentar voltar à semi e o clube de Vinhedo tentando afastar de vez a ameaça de rebaixamento. O primeiro tempo foi muito disputado com o ABC abrindo 8 pontos antes dos dez minutos de jogo mas o Cougars conseguiu levar o jogo para o campo de ataque e sair com 2 penais bem cobrados por Marcelo Nunes, mantendo a diferença em apenas dois pontos.

A segunda etapa no entanto contou com performances bem distintas, com o Cougars mostrando desgaste em defender as investidas do ABC e aos poucos, sucumbir ao volume de jogo adversário, que cruzou o ingoal três vezes em quinze minutos, com Hemerson e Pinge. O clube de Vinhedo ainda teve algumas chances de pontuar, mas Hélio apoiou o try solitário do Cougars depois de uma série de fases no jogo de base, scom Pinge retomando o domínio dos Carneiros e completando seu hat-trick na partida. Ainda houve tempo para Hemerson e Galacini correrem para dois tries nos minutos finais diante de um esgotado rival e garantir a vitória que mantém o ABC na quinta colocação do Paulista B.

O clube de Santo André precisa ainda de uma vitória em sua última partida contra o São Bento e torce por tropeços do São Carlos e Piratas para voltar à fase final pelo segundo ano seguido. Já o Cougars por sua vez enfrenta o eliminado Urutu e apesar de depender apenas de seus esforços, segue ameaçado de rebaixamento.

No próximo fim de semana, Wallys e Piratas fazem o jogo isolado da Série B, onde a vitória será crucial para os dois lados seguirem vivos na competição.

Campeonato Paulista B – Semana 14

Dia 04/08/2018 às 11h45 – São Bento 08 X 13 São Carlos
Local: Arena Paulista de Rugby – São Paulo, SP

 

Dia 04/08/2018 às 14h – Tucanos 45 X 07 Urutu
Local: CSU Durval – São João da Boa vista, SP

 

Dia 04/08/2018 às 14h45 – ABC 44 X 13 Cougars
Local: Arena Paulista de Rugby – São Paulo, SP

 

Dia 05/08/2018 às 9h30 – Engenharia Mackenzie 19 X 17 Tornados
Local: Arena Paulista de Rugby – São Paulo, SP

 

Classificação

ClubeCidadePJVED4+7-PPPCSP
TornadosIndaiatuba4198018146886382
Engenharia MackenzieSão Paulo3788005036192269
TucanosSão João da Boa Vista3797028134227864
São CarlosSão Carlos2395043021218428
UrutuSão Paulo22940542162278-116
ABCSanto André21940541235293-58
PiratasAmericana19920774233283-50
São BentoSão Paulo12920704126255-129
WallysLouveira / Jundiaí10920711152336-184
CougarsVinhedo9820610134340-206