Vai ter decisão inédita no Paulista C de 2018! Lechuza, FEA, Jequitibá e Jaguars mostraram porque foram as melhores equipes em um campeonato equilibrado na fase de classificação e fizeram dois jogos de tirar o fôlego, colocando o Lechuza clube rebaixado esse ano, e Jaguars, que chega à sua primeira final.

Em São Paulo, o Jaguars superou todas as adversidades para garantir a classificação de forma heroica. O primeiro tempo foi de poucas oportunidades e muitos erros dos dois lados. Os Canhões abriram o placar com Tamura chutando aos postes mas no jogo aberto foi o Jaguars que produziu mais, com Stefano Penteado cruzando o ingoal adversário e boas subidas pelo centro de Luciano Pires. A chuva deixou o jogo amarrado na intermediária, mas os FEAnos sairiam em vantagem para o intervalo com Danilo Guiotti anotando na ponta e Elliot Chaplain convertendo para finalizar a etapa.

A tarefa do Jaguars se complicou ainda mais no começo da segunda etapa, com expulsão do half Diego Prado aos 7′ condenando a equipe a jogar com catorze homens até o fim da partida, mas o grupo tirou força da adversidade e conduziu uma campanha brilhante apostando no jogo de forwards e anotando nada menos que três tries não respondidos pela FEA, com Rodolfo Massucci, Ciro Arnez e Douglas Rocha, em jogadas muito semelhantes na base do pick and go aproveitando a superioridade nas formações fixas, sobretudo nos lineouts. A FEA produziu pouco no jogo aberto e sucumbiu diante da defesa adversária, mas conseguiu diminuir com o veterano Francisco Franceschi na reta final, reduzindo a vantagem a apenas 4 pontos. Cada lado teve mais um jogador excluído na sequência, e o Jaguars teve a chance de matar a partida com penal frontal, mas uma jogada mal ensaiada deu nova chance para a FEA subir ao ataque, sem conseguir produzir uma nova chance de virar.

Lechuza garante a vitória no sufoco

O Lechuza por sua vez começou forte e disposto a fazer valer seu mando de jogo, e o equilíbrio na primeira etapa durou apenas os vinte minutos iniciais, com Roseiro e Guilherme Mota trocando tries de forwards, mas os Corujas cresceram nos minutos seguintes e com maior volume de jogo, cruzaram o ingoal novamente com o tryman Roseiro e com Pedro Coutinho, dando uma vantagem importante de 14 pontos para a sequência da partida.

No entanto, a diferença virou pó em dez minutos, sob os pés de Renan, que acertou três penais e recolocou o Jequitibá na partida e o bom momento produziu a primeira virada no placar, com Ulisses apoiando o try seguido de conversão bem sucedida de Renan. Não restava outra opção ao Lechuza senão sair para o jogo, e depois de um início ruim, a equipe voltou a encaixar seu jogo e viu Samuell sair do banco de reservas para recolocar o time da casa na liderança, que foi prontamente igualada por Renan em novo penal. Maior chutador da temporada, foi a vez de João Saborosa recolocar a equipe na frente com novo chute já no quarto final da partida, que ganhou ritmo mesmo com o desgaste visível dos dois lados, mas ainda houve tempo para Ulisses guardar seu segundo try do dia para alegria do clube de Paulínia, que mal pode comemorar o tento, pois viu Joaquim mostrar mais uma vez a força dos avançados do Lechuza e sela a vitória a dois minutos do final.

A final será no dia 20 de outubro, em Sorocaba. Na fase de classificação, o Jequitibá venceu o Lechuza por 35 a 19, na casa do adversário, produzindo a única derrota dos Corujas na temporada.

Campeonato Paulista C – Semifinal

Dia 06/10/2018 à 13h – FEA 18 X 22 Jaguars
Árbitro:Cauã Ricardo
Auxiliares de linha: Natasha Olsen e Erika Weiss
4º árbitro: Mariana Rodrigues
Local: CEPEUSP – São Paulo, SP

Dia 06/10/2018 às 15h – Lechuza 32 X 29 Jequitibá
Árbitro: Guilherme Zaparoli
Auxiliares de linha: Fernando Zemann e Luciano Sampaio
4º árbitro: Guilherme Wadt
Local:Parque das Águas – Sorocaba, SP